cetogenica2
Colunista: Carla Cotta - 12/07/2021

Quem pode indicar e fazer a dieta cetogênica?

No artigo anterior falamos um pouco sobre a história e explicamos o que é a dieta cetogênica. Agora, é hora de entendermos a melhor forma de indicação e utilização deste método.

A dieta cetogênica é indicada para que grupos de pessoas? 

O uso da dieta cetogênica inicialmente é indicado para os doentes com epilepsia refratária, sem controle das crises após a tentativa com várias medicações (sozinhas e ou combinadas). Geralmente, crianças que não são candidatas à cirurgia de epilepsia podem obter benefícios com essa abordagem dietética.

Adultos com epilepsia refratária, também podem ter a indicação para a prescrição da dieta cetogênica.

Mais recentemente, pesquisas e estudos vêm demonstrando a promissora aplicabilidade da dieta cetogênica como estratégia dietética benéfica na prevenção de doenças neurodegenerativas, como Alzheimer, Parkinson e outras como diabetes, dislipidemias e até câncer. Mais estudos, entretanto, são necessários para melhor entendimento dos mecanismos de ação e investigação sobre os efeitos a longo prazo.

A Dieta cetogênica esteve bastante tempo na “moda” e com muita repercussão em notícias e mídias, já que normalmente propicia perda rápida de peso e proporciona algumas melhoras em marcadores de saúde. Por outro lado, como os efeitos de longo prazo não estão bem estabelecidos e como alterações em níveis de colesterol já foram detectados, a dieta cetogênica não é prescrita com consenso para perda de peso saudável a longo prazo.

A dieta e seus possíveis protocolos adaptados, também podem favorecer a atletas, incluindo os que praticam atividades físicas. Essa abordagem dietética favorece as adaptações metabólicas importantes para este tipo de atividade física.

Quem não pode fazer dieta cetogênica?

É importante uma ampla avaliação clínica e médica de cada indivíduo, pois em casos de presença de condições metabólicas específicas a dieta cetogênica é contraindicada.

Vale ressaltar que a indicação da dieta deve ser prescrita e orientada por nutricionista e ter acompanhamento médico.

Quem prescreve e calcula a dieta cetogênica?

A dieta cetogênica deve ser prescrita por Nutricionista ou profissional habilitado e deve ser calculada de acordo com a individualidade de cada doente/paciente, sendo importante inclusive o ajuste e aporte de vitaminas e minerais, mesmo que através de suplementos prescritos.

Quem calculará a quantidade de proteína, gordura e carboidrato é um nutricionista especialista e este protocolo dietético nunca deve ser feito sem acompanhamento médico e de um nutricionista.

Quais os possíveis efeitos adversos da dieta cetogênica?

Ao contrário das drogas antiepilépticas, a dieta cetogênica não apresenta efeitos adversos cognitivos, nem sedação.

Pode haver ocorrência de intestino preso (constipação intestinal), perda ou ganho de peso, cálculo renal e possível alteração dos níveis de colesterol (hipercolesterolemia). Em crianças, pode haver desaceleração do crescimento e outros efeitos adversos.

Evidencia-se, portanto, a importância do acompanhamento médico e do nutricionista para que o protocolo de dieta cetogênica seja assertivo e promova resultados desejáveis e, sobretudo aconteça o monitoramento diante de possíveis efeitos indesejados e adversos.

Nota-se que o acompanhamento psicológico é fundamental aliado para a adesão ao protocolo de dieta cetogênica.

Sobre o colunista

É nutricionista, graduada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), com pós-graduação em Nutrição Clínica Funcional, fitoterapia e plantas medicinais e MBA em Marketing. Com mais de 18 anos de experiência, atua como nutricionista clínica e também nutrição clínica funcional em consultórios no Rio de Janeiro e, mais recentemente, em São Paulo. Colunista, palestrante e consultora nas áreas de saúde da mulher, suplementação de vitaminas e minerais, nutracêuticos, nutricosméticos, desenvolvimento de novos produtos, suplementos nutricionais, nutrição corporativa, controle de qualidade e segurança de alimentos.
  • Tags:
  • Alzheimer
  • dieta
  • dieta cetogênica
  • Epilepsia
  • nutrição
  • parkinson